Meu nome é BLÓGUI DÓGUI AMARAL AU-AU


Meu nome é BLÓGUI DÓGUI AMARAL AU-AU

Sou um poodle, quase TOY, que cresceu mais do que o esperado. Apesar do susto, minha dona continuou (e ainda é) tresloucadamente apaixonada por mim. Ela deve ser a mulher que serviu de modelo para a expressão FIDELIDADE CANINA. Um exemplar desses pobres e belos humanos...

Aqui, com sua ajuda, tentarei compreender a cabeça dessa mulher.

Enquanto isso, vou levando minha sempre curiosa VIDA DE CÃO.


Essa tal “Copa do Mundo”...


Minha dona já me ensinou a gostar de assistir futebol, e não foi esforço nenhum. Afinal, adoro jogar bola! Se bem que meu jogo não tem chuteiras nem traves (e muito menos aquele homem que corre de roupa preta), mas somente o que interessa: um gramado verdinho pra perseguir a bola e abocanhá-la na hora certa, antes que ela decida mudar de caminho ou subir no telhado. Bola é das coisas mais interessantes que conheço, porque além daquele cheiro delicioso que tem quando chega em casa pela primeira vez, vai correndo e pegando todos os cheiros por onde passa.

Estou assistindo todos os jogos na sala, fazendo companhia a minha dona. Ela precisa, porque fica nervosa, se contorcendo. Diz que se contorce para o Brasil ganhar, mas desconfio que é de medo daquele barulho insuportável da vuvuzela e também porque já sabe que vão começar os fogos, que são a pior parte. (Tenho certeza que as pessoas conseguem farejá-los antes de explodirem, porque já começam a gritar e pular desesperados, e eu nunca percebo por quê.)

Eu não entendo bem as regras do jogo. O mais esquisito é que nas horas mais divertidas, quando todo mundo vai pra cima da bola, fazendo um bolo de gente, um homem de roupa preta apita e o jogo para. Acho que o apito faz a bola perder aqueles cheiros todos que ela vai pegando enquanto rola. Se eu conseguisse entrar naquele gramado tão verdinho, corria em ziguezague pelo meio de todos, agarrava aquele apito e trazia pra esconder aqui atrás das almofadas do sofá. Depois voltava pro colo de minha dona, com a camiseta de copa que ela me deu e continuava assistindo, até dar vontade de tirar um cochilo comprido...

Sei que quando o jogo acabar ela vai me acordar pra irmos à cozinha, o lugar mais gostoso da casa, melhor ainda que cheiro de bola que já correu bastante.

2 comentários:

Brenda disse...

Amei seu comentário!!!!!!!!!
Você é muito fofo... te adorei, viu?
Lambeijocas no seu coração!

Webby ° disse...

Olá. Tudo bem?

Você poderia me passar um e-mail, para eu lhe enviar um material, que pode interessar para seu blog?

felipe.albuquerque@diabloa4.com.br

Obrigado,
Felipe